Phone
(11) 5561-5241 / 5531-0726

Os maiores mitos sobre pedra nos rins


May 21, 2017

Clique aqui Mitos sobre pedra nos rins

Algumas crenças comuns sobre pedras nos rins podem ser considerados mitos, sem qualquer evidência científica. Outras crenças que consideramos controversas e é provável que também esteja incorreta, baseado na opinião de especialistas.

Mito 1. Eu tenho uma pedra nos rins por causa da minha ingestão de cálcio.

Apesar do cálcio ser um componente importante em 75% de pedras, ingestão excessiva de cálcio é muito raramente a causa da formação de pedras. Na verdade, vários estudos têm demonstrado que a restrição da ingestão de cálcio na maioria dos formadores de pedra, na verdade, aumenta o número de pedras que desenvolvem-se.

Mito 2. Eu posso tomar algo para dissolver minhas pedras

Para a maioria das pedras, incluindo as com oxalato de cálcio e pedras de fosfato de cálcio (80% de pedras), não existem medicamentos disponíveis que podem dissolve-las com êxito.

Em pacientes com pedras de ácido úrico (5-7%) medicamentos podem ser usados para ajudar a dissolve-las.  Contudo, mesmo nestes casos, a cirurgia é por vezes necessária para ainda remover ou tratar as pedras.

Mito suco 3. Cranberry vai me ajudar a prevenir pedras.

Embora o suco de cranberry pode ajudar na prevenção de infecção urinária de repetição, não parece ter um efeito benéfico para formadores de pedra.

Mito 4. Beber azeite e suco de limão vai ajudar a lubrificar minha pedra e ajudá-la passar.

Não há quaisquer estudos que mostrem que beber esta combinação (ou outros remédios caseiros semelhantes) pode melhorar a passagem de pedra. No entanto, existem alguns medicamentos que têm sido utilizados para acelerar a passagem de pedras com sucesso.

Mito 6. A água é o único líquido útil para ajudar a prevenir pedras.

Estudos sugerem que é o volume de líquido ingerido que é mais importante, não o tipo de líquido. Mesmo refrigerantes parecem não aumentar o risco.

Mito 7. As pedras nos rins estão relacionados com pedras da vesícula biliar (cálculos biliares).

Embora ambos sejam considerados pedras, cálculos biliares e pedras nos rins não estão de alguma forma relacionados.

Mito 8. Eu não deveria ter pedras nos rins, porque ninguém na minha família teve.

Enquanto aqueles com história familiar de pedras tem 2,5 vezes maior risco de formação de pedra do que indivíduos sem história familiar, a maioria dos formadores de pedra, na verdade, não tem história familiar.para editar